13 alimentos que as crianças não devem comer

Muitas crianças ocidentais estão acima do peso ou mesmo obesas. Isto é, principalmente, devido à falta de exercício e uma alimentação pouco saudável. Esse estilo de vida não apenas gera obesidade, mas também outros problemas de saúde. Para que seus filhos não desenvolvam problemas de saúde ainda jovens, é necessário prestar atenção ao que eles comem, pois existem alimentos aparentemente saudáveis que geralmente escondem verdadeiros patógenos. Este artigo mostra quais alimentos você não deve dar às crianças com muita frequência e o que dar no lugar.

1. Chiclete

O chiclete tem muitas desvantagens. Eles contêm muito açúcar, o que causa cáries e danifica os dentes. As variantes sem açúcar contêm sorbitol, um substituto do açúcar que pode causar diarreia grave em crianças. No entanto, engolir essa goma é ainda mais perigoso. Por um lado, há um risco aumentado de asfixia; por outro, em casos raros, se ingeridos em excesso, pode ocorrer um tipo de bloqueio do sistema digestivo. Portanto, as crianças devem ficar longe do chiclete.

Ohne Titel

2. Pipoca de micro-ondas

Se seu filho quer assistir seu filme favorito em casa, a pipoca é essencial e, no caso, a pipoca de micro-ondas pode ser preparada num piscar de olhos. Mas ela não é saudável. A embalagem contém compostos perfluorados que são liberados durante o aquecimento. Além de prejudiciais ao desenvolvimento da criança, eles também são suspeitos de causar câncer. Portanto, a pipoca deve ser preparada aquecendo os grãos de milho junto com uma pequena quantidade de azeite em uma panela. A preparação geralmente não dura mais de 5 minutos e é muito mais saudável que a versão de micro-ondas.

microwave popcorn

3. Salgadinhos industrializados

Sabe-se que os salgadinhos de saco são muito populares entre as crianças e, portanto, muitas mães os compram com frequência. No entanto, eles claramente não são nada saudáveis. Batatinhas contêm muito sal e gordura. Os alimentos salgados podem ser perigosos para crianças pequenas, pois, mesmo pequenas quantidades, podem levar a uma overdose dessas duas substâncias. Uma colher de chá de sal é suficiente para causar diarreia ou até intoxicação por sal, que é acompanhada de vômito e taquicardia, e, na pior das hipóteses, pode ser fatal. Portanto, é conveniente preparar suas próprias batatas fritas com pouco óleo e sal e assá-las.

G2, birthday edition

4. Ursinhos de goma

Os ursinhos de goma também estão bem presentes na vida das crianças. No entanto, eles consistem quase exclusivamente de açúcar. Isso não apenas danifica os dentes, mas estudos também mostraram que o consumo excessivo pode desencadear hiperatividade e comportamento agressivo. Portanto, é melhor substituir gomas que contenham açúcar por frutas frescas ou nozes. Além da frutose natural, elas também contêm inúmeras vitaminas e, portanto, contribuem para a saúde.

Making a Gingerbread House

5. Salsicha

O consumo de 50 g de carne processada por dia aumenta o risco de câncer de cólon em 18%, de acordo com dados da American Cancer Society. Portanto, as crianças em particular devem evitar coisas como salsichas, linguiças, etc. Como alternativa, podem ser utilizados produtos de peixe, que contribuem significativamente para a saúde da criança com os ácidos graxos ômega 3 que eles contêm. Está provado que eles protegem contra inflamações e doenças cardiovasculares, fortalecem o sistema imunológico e auxiliam a função cerebral.

hot dog silliness

6. Pizza

Pizza é o clássico favorito de quase todas as crianças. No entanto, o fato de não ser muito nutritiva não é novidade. As pizzas congeladas, em particular, mas também as da pizzaria, contêm muito sal e gordura. No entanto, esse clássico da fast food não precisa ser prejudicial. Se você fizer o molho e a massa da pizza em casa e usa legumes para colocar por cima, fará uma refeição mais saudável. Ela fica deliciosa e sem um sabor carregado.

Pizza Eater

7. Sorvete

Açúcar, creme, emulsificantes e intensificadores de sabor. Estes são os principais ingredientes de qualquer sorvete encontrado no supermercado. No entanto, todos devem estar cientes de que esses ingredientes não têm valores nutricionais. Na verdade, os emulsificantes são muito mais prejudiciais à saúde do que se supunha inicialmente. Eles não apenas estimulam o apetite e favorecem o excesso de peso, mas também diluem a camada de muco do cólon, que é a barreira protetora entre bactérias e células epiteliais. Isso pode levar a inflamação intestinal grave, especialmente em crianças. Portanto, é aconselhável que você faça um sorvete caseiro. Tudo que você precisa fazer é misturar as frutas com água ou leite e congelá-las.

Two ice creams and an ice tea

8. Refrigerante zero açúcar

Refrigerantes zera açúcar não contêm calorias, por isso, devem ser saudável, certo? Errado! Eles contêm adoçantes, como o aspartame. No entanto, essa não é uma maneira adequada de substituir o açúcar, especialmente para crianças. Como vários estudos demonstraram, o aspartame interrompe a regulação do apetite no organismo e, portanto, promove o excesso de peso. Se o seu filho quiser uma bebida doce, você pode fazer um suco de frutas frescas ou um smoothie.

Grammas Go Better With Coke

9. Mel

O mel é um alimento saudável por excelência, mas não é muito adequado para crianças no primeiro ano de vida. Pelo contrário, ele pode ser realmente perigoso, porque as bactérias contidas no mel podem causar botulismo. Esta é uma doença que afeta o sistema imunológico da criança e pode causar fraqueza muscular ou mesmo dificuldades respiratórias. Portanto, é melhor deixar o mel para mais tarde. Em vez disso, você pode dar à criança banana madura amassada. Não só essa fruta possui uma doçura natural, mas também inúmeros nutrientes, como as vitaminas A, E e C, além de potássio.

Chef Carol Kalil

10. Tomate enlatado

Alimentos enlatados são mais do que práticos. Tudo o que você precisa fazer é abrir a lata e está pronta: sem descascar, sem cortar. No entanto, as latas contêm um elemento tóxico que, infelizmente, é encontrado em muitos produtos em conserva. O bisfenol A (BPA), que tem um efeito negativo no desenvolvimento da criança e no sistema reprodutivo, e também é suspeito de causar câncer. Portanto, é melhor comprar o molho de tomate em potes de vidro ou fazer seu próprio molho com tomates frescos.

tinned tomato decision

11. Leite não processado

Quanto mais a comida não for processada, mais saudável ela será. Isso pode ser verdade para a maioria dos alimentos, mas não para o leite. Beber leite sem tratamento prévio às vezes pode ser muito perigoso para as crianças. Afinal, o leite puro contém inúmeras bactérias, vírus e parasitas que só morrem na pasteurização, ou seja, por aquecimento a curto prazo. Portanto, crianças cujo sistema imunológico ainda não está totalmente desenvolvido devem sempre beber leite pasteurizado, ou materno, para evitar infecções bacterianas graves.

194/559: Aunt & niece.

12. Queijo tipo gorgonzola

O queijo não é apenas delicioso, mas também rico em proteínas, cálcio e vitamina B2. No entanto, nem todos os queijos são adequados para crianças. O queijo gorgonzola é um deles. Ele é feito com leite não pasteurizado e, como explicado acima, tem um certo risco de infecção em crianças. Portanto, devem ser utilizadas variedades leves, feitas com leite pasteurizado; por exemplo, queijo cottage ou cream cheese, que podem ser consumidos após os 6 meses de idade.

Boblink Dairy Sampler

13. Iogurte infantil

O iogurte é sempre um complemento saudável na dieta das crianças. No entanto, isso não se aplica a iogurtes projetados para elas. A coloração artificial, bem como grandes quantidades de açúcar, não são saudáveis e, portanto, não favorecem o desenvolvimento da criança. Além disso, os corantes alimentares podem causar fortes reações alérgicas. No entanto, para que o iogurte do seu filho tenha cores brilhantes e naturais, você pode misturá-lo com frutas.

Yoghurt

É claro que seu filho não terá excesso de peso se consumir esses alimentos ocasionalmente. Como sempre, tudo com moderação, nada em excesso. No entanto, como uma dieta saudável começa em tenra idade, é importante prestar atenção à quantidade de sal, açúcar e gordura que as crianças consomem. Esta é a única maneira de garantir que elas mantenham um peso saudável, além de boas condições físicas pelo maior tempo possível.

Aliás, se o seu filho não consegue dormir bem à noite, aqui estão os 8 alimentos que podem ajudá-lo a dormir tranquilo.

Fonte:

brightside

Comentários

Também incrível