Tratamentos de beleza antigos que colocavam as mulheres em risco

Para ser bonita, é preciso uma dose de sofrimento: esse é um ditado bem conhecido, que reverbera até os dias atuais, e matou muitas mulheres ao longo da história. Mas da antiguidade até o século XIX isso era ainda pior, e tudo isso sempre em nome da aparência.
 
Você provavelmente não conhecia os quatro fatos a seguir:
 

Fato 1:

No século XVI, um rosto branco estava muito na moda porque dava às mulheres um ar jovem, etéreo e angelical. Mas na época, claro, não havia variedade de produtos de maquiagem. Então, para embranquecer o rosto, as mulheres da época usavam água, vinagre e chumbo. Até a rainha Elizabeth I usou isso para esconder suas cicatrizes de catapora. Mesmo que a suavizasse temporariamente, depois de um tempo o chumbo tóxico causava descoloração da pele, perda de cabelo e dentes, e poderia até levar à morte. Certamente não é um tratamento de beleza que os médicos recomendariam hoje. No entanto, na época, apesar de tudo isso, as pessoas insistiam em querer a tez pálida!

Fato 2:

Já no Egito antigo, as mulheres usavam delineador preto produzido a partir de fuligem, óxido de ferro e óxido de manganês. Essa mistura não saudável pode causar sintomas semelhantes aos da doença de Parkinson. Cleópatra deveria ter ficado apenas com os banhos com leite de burra.

Flickr/Alf Igel

Fato 3 :

Mesmo no século XIX, embora novas descobertas tenham sido feitas pela ciência, os fabricantes de maquiagem continuam anunciando "pastilhas de arsênico para a pele". Embora as pessoas soubessem muito bem que esses produtos eram tóxicos, muitas pensavam que em pouca quantidade não faria mal. Mas o arsênico destrói os glóbulos vermelhos, dando às pessoas uma aparência extremamente pálida, que ainda era considerada bonita na época. Bonito, mas também mortal.

Fato 4 :

Quando o raio-X foi desenvolvido em 1895, seus efeitos no corpo humano eram pouco conhecidos. Mas quando os cientistas relataram que pacientes perderam o cabelo após terem contato com a radiação, muitos oportunistas se beneficiaram, montando clínicas de depilação. Eles usaram o "Tricho System", um aparelho de raios-X para depilação. As clientes recebiam um tratamento facial de quatro minutos, uma vez por semana, durante vários meses. Isso resultou em perda de cabelo, perda de tecido, rugas, mas também manchas brancas e marrons na pele e várias outras doenças graves.

Felizmente evoluímos, os tratamentos de beleza mudaram e o controle de qualidade dos produtos aumentou. Hoje, os fabricantes de cosméticos, pelo menos as grandes marcas, têm maior preocupação e responsabilidade com a saúde dos seus clientes. Mas o que será que as gerações futuras vão achar dos nossos tratamentos de hoje? 

Guarde no Pinterest.

Comentários

Também incrível