8 causas de dor no peito que não significam enfarte

As dores no peito podem ter causas muito diferentes que nem sempre significam ataques cardíacos. Muitas vezes, doenças pulmonares, tensão muscular ou azia simples também são desencadeadoras de dor no peito. Algumas são doenças bastante graves, mas outras geralmente são inofensivas.

pint_einleitung

Aqui, mostraremos 8 causas dor no peito que não correspondem a problemas cardíacos.

1. Estiramento muscular

Provavelmente, a causa mais comum de dor no peito é a tensão ou esforço dos músculos na área do peito. Muitas pessoas percebem isso como uma facada, mas também como uma dor persistente, comparável à de um ataque cardíaco, que certamente pode causar ansiedade. Especialistas nos dizem que, se o peito for pressionado e a dor piorar, é mais provável que seja apenas uma tensão muscular e não um problema cardíaco.

pint1

2. Azia

Muitas pessoas geralmente sofrem de azia depois de comer alimentos picantes, beber álcool ou café. O suco gástrico flui para o esôfago, que geralmente é acompanhado por uma sensação de queimação nesse órgão e dor no peito. Se esse refluxo do ácido gástrico ocorre apenas ocasionalmente, não é particularmente ruim. Mas comece a se preocupar se isso acontecer mais de duas vezes por semana, pois pode ser sinal de refluxo gastroesofágico, que por sua vez pode causar asma ou Esôfago de Barrett.

3. Herpes

Um sintoma típico da herpes é uma erupção cutânea dolorosa com bolhas. No entanto, isso só se desenvolve após alguns dias. Inicialmente, a herpes causa prurido e queimação na pele. Se a região ao redor do tórax for afetada pelo vírus, pode causar fortes dores no peito. Quando a erupção cutânea não é visível, a dor é frequentemente confundida com um ataque cardíaco.

pint3

4. Pancreatite

Embora a dor no peito não tenha a ver com um ataque cardíaco, isso não significa que não possa ser perigoso. Um exemplo é a pancreatite aguda. A dor que se desenvolve na cavidade abdominal geralmente irradia para a área do peito e piora na hora de dormir. As causas dessa doença são geralmente cálculos biliares, que desencadeiam inflamação no pâncreas. Se você suspeitar que tem o pâncreas inflamado, deve consultar um médico para tratamento adequado ou, na pior das hipóteses, até passar por uma cirurgia.

5. Costocondrite

A dor na região do peito pode ser causada por costocondrite, também chamada síndrome de Tietze. Ocorre quando a cartilagem entre uma costela e o esterno fica inflamada. Os sintomas são semelhantes aos de um ataque cardíaco e são agravados ao sentar ou deitar em certas posições, mas também durante o exercício físico. A dor e a inflamação geralmente desaparecem após alguns dias ou semanas, mas você ainda deve consultar um médico como precaução, pois somente ele pode esclarecer as causas precisas da dor.

pint5

6. Pericardite

Se você tiver uma infecção viral por alguns dias e, de repente, for surpreendido por uma dor no peito aguda, isso pode significar que você está sofrendo de pericardite, uma inflamação no invólucro do tecido conjuntivo que protege e sustenta o coração no peito. Geralmente se desenvolve após infecções, mas também após doenças como lúpus ou artrite reumatoide. Embora muitas vezes seja inofensivo, pode ter uma forte influência na qualidade de vida, principalmente se não for tratada.

7. Asma

A asma é uma doença crônica do trato respiratório associada a uma maior sensibilidade dos brônquios a vários estímulos. Entre 5% e 12% da população sofre de asma. Além de tosse, falta de ar e chiado no peito, a doença também pode causar dor. Um ataque de asma geralmente começa com fortes dores e uma sensação de aperto no peito.

pint7

8. Ataque de pânico

As pessoas afetadas por um ataque de pânico costumam interpretá-lo como um ataque cardíaco, e passam a acreditar que vão morrer. Além da dor no peito, outros sintomas são batimentos cardíacos intensos, sudorese profusa, tremores, náusea e a sensação de estar enlouquecendo. Pessoas que têm um familiar que sofre de ataques de pânico tendem a apresentar sintomas no futuro. Por outro lado, o estresse, mudanças bruscas de vida ou um evento traumático também podem desencadear essas alterações.

pint8

Em todo o mundo, entre 20 e 40% da população sofre de dor no peito, e essa é uma das principais razões para buscarem a emergência.

Quando ir ao médico:

A dor torácica pouco clara deve sempre ser levada a sério, principalmente se for intensa e recorrente. Nesses casos, não hesite em consultar seu médio ou ir direto à emergência.

pint_ausleitung

No entanto, se você sentir um dor intensa incomum, acompanhada de falta de ar, palpitações, dor na mandíbula, pescoço ou braços e tontura, você deve sempre ligar para uma ambulância imediatamente, seja pelo seu plano de saúde ou pelo número 192! Estes são sinais de um verdadeiro ataque cardíaco, por isso é necessária ajuda o mais rápido possível.

Guarde no Pinterest.

Fonte:

Health

Comentários

Também incrível