9 hábitos que seu ginecologista gostaria de banir

Ao escolher um ginecologista, as mulheres têm todos os tipos de demandas. Isso inclui um consultório agradável, excelentes padrões de higiene e tratamento respeitoso. Mas não são apenas as pacientes que têm expectativas em relação ao médico: também existem padrões de comportamento do paciente que incomodam todos os ginecologistas e que eles gostariam de banir:

Ohne Titel

1. Pesquisar no Google os sintomas antes de ir à consulta

Um fenômeno que os ginecologistas costumam observar é que as pacientes pesquisam no Google seus sintomas, se auto diagnosticam e entram em pânico. Se o médico lhes der um diagnóstico diferente, as pacientes duvidam de sua veracidade e geralmente solicitam exames desnecessários para terem 100% de certeza de que seus achismos estão errados. Portanto, evite se alarmar com o Google - mais vale trocar de profissional caso você não confie no diagnóstico do seu médico.

2012-11-08 14.58.48

2. Olhar o telefone durante a consulta

Desligue o telefone ou o coloque para vibrar durante o exame ou consulta. Você está lá para esclarecer os sintomas e fazer as perguntas necessárias. O envio de mensagens do WhatsApp naquele momento não é apenas rude com o médico, mas também uma valiosa perda de tempo, que poderia ser usado para responder perguntas importantes.

WhatsApp

3. Fazer ao ginecologista perguntas que não são sua especialidade

Ginecologistas são médicos especializados em um determinado assunto, que é saúde feminina. Portanto, não faça perguntas sobre sintomas que não têm nada a ver com essa especialidade. 

Spread 'Em

4. Ficar com roupa esportiva suada por muito tempo

O ambiente quente e úmido da virilha pode causar infecções por fungos e outras irritações na pele. Além disso, as leggings suadas são o terreno ideal para bactérias, por isso devem ser lavadas imediatamente após o exercício. Aqui você pode descobrir quais outras roupas devem ser lavadas com frequência.

Laundry Basket

5. Use calcinha fio dental e "carefree" todo dia

Elas podem ser sensuais, mas não são muito saudáveis. Eles podem causar irritação na pele e não devem ser usadas ​​todos os dias. Os protetores de calcinha (carefree) também não são adequados para uso diário. Eles interferem na circulação do ar na área genital e, portanto, alteram seu ambiente, o que pode causar infecções por fungos.

String qui dépasse / Visible thong

6. Automedicação contra infecções fúngicas

Quando há coceira e mau cheiro na entrada da vagina, a maioria das mulheres pensa que deve ser uma infecção fúngica; então elas vão diretamente à farmácia e compram algum medicamento que não exige receita médica. No entanto, os sintomas típicos de infecções por fungos também podem ser causados ​​por outras doenças, como a vaginose bacteriana, e não podem ser tratados com os mesmos medicamentos. Portanto, é aconselhável que um ginecologista colha o material e o mande para análise, para determinar a natureza exata do patógeno.

there's only two in there!

7. Considerar a dor durante o sexo como algo normal

É difícil acreditar no número de jovens que acreditam que a dor durante a relação sexual é normal. No entanto, a dor sempre tem um motivo que deve ser investigado, pois pode ser desencadeada por uma variedade de condições, como doenças sexualmente transmissíveis, infecções do trato urinário ou até problemas psicológicos. Portanto, em caso de dor, consulte seu ginecologista.

Alone

8. Acreditar que sangramento intenso é normal

Se uma mulher sangra muito durante o período menstrual, ela raramente percebe isso como um problema sério. No entanto, sangramentos extremamente intensos não devem ser subestimados. Afinal, ocorre uma grande perda de sangue. Portanto, se você tiver que trocar o absorvente interno ou externo de hora em hora, procure um médico com urgência e descubra o problema. O sangramento pode ter causas hormonais e pode ser facilmente tratado com medicamentos ou com cirurgia minimamente invasiva.

285/365: It's one of those days

9. Ligar para a emergência por pequenas queixas

Você tem um desconforto agudo na área genital, mas seu ginecologista não está disponível? Ainda bem que você tem um serviço de emergência ginecológica! No entanto, só deve ser usado em emergências reais, como dores, forte sangramento, muita ardência, etc. 

IM000375

Ser mulher nem sempre é moleza e o cuidado com a saúde íntima deve ser redobrado. Mas se você evitar esses erros no futuro, evitará problemas maiores com sua saúde e seu ginecologista.

Guarde no Pinterest.

Comentários

Também incrível